CA3169D2-0C5D-4853-8E64-A40DA42568A7.jpe

Por

ETIENE BAHÉ

Assessora de Imprensa e Gestora de Mídias Sociais na ATI / PE e na SUCESU / PE

  • Sucesu PE

Sucesu PE e GGTI promovem o GGTI Meeting & Sucesu Talk Show 2022

Palestra com a superintendente regional na Amcham Brasil, Alessandra Andrade, e com o professor da UFPE, cofundador e sócio da Neurotech, Paulo Adeodato


A inovação é capaz de transformar ideias em realidade. Impulsionar mudanças. Só existe transformação digital se houver inovação. E para haver a mudança, a transformação digital, é necessário ter potencial humano, cultura digital e tecnologia. O Espaço Almirante no Catamaran sediou nesta terça (22) o GGTI Meeting e Sucesu Talk Show 2022. Dois eventos em um com um só propósito: reunir a comunidade de tecnologia para falar de inovação e tecnologia. Afinal, para os promotores do evento, o Grupo de Gestores de TI e a Sociedade dos Usuários de Tecnologia, pensar no novo é o normal.


“Trata-se de um evento anual, onde a gente reúne quem faz tecnologia, tanto da iniciativa privada quanto da área pública, e apresenta alguns temas relacionados à gestão. Também é um momento de relacionamento e troca de conhecimento entre os CIOS e gestores de TI”, justifica o presidente da Sucesu PE, Romero Guimarães. É o 15º evento do GGTI. “Agora, em parceria com a Sucesu PE, está um evento maior ainda, com a ajuda de nossos patrocinadores”, agradece o presidente do GGTI, Cláudio Alcoforado. Na ocasião houve palestra com a superintendente regional na Amcham Brasil, Alessandra Andrade, que falou do tema Liderança com resultado.


Alessandra acredita que as pessoas são a chave da inovação e teceu alguns conselhos. “Para ter sucesso como líder são necessários alguns pressupostos: mapa não é território, a responsabilidade da comunicação é de quem comunica, a pessoa faz o melhor com o recurso que tem. É preciso ter sempre em mente que inovação é sobre gerar valor e pressupõe risco. As pessoas são a chave da inovação. Também não esquecer que não existe momento específico. É pensar e pôr em prática. Ou alguém vem e faz o que você pensou lá atrás.”


O professor da Universidade Federal de Pernambuco, cofundador e sócio da Neurotech, Paulo Adeodato, também ministrou palestra. Falou de Como a mineração de dados pode ajudar a gestão de negócios. Fez recomendações do que é necessário fazer antes de desenvolver uma inteligência artificial (IA). “Primeiro é preciso entender o problema do cliente, não ser preconceituoso – preparar os dados e deixar o algoritmo extrair o conhecimento, não tentar alterar o algoritmo, ter como objetivo resolver problemas reais, não tentar construir algoritmos, saber que manter modelos inteligentes custa caro, monitorar as distribuições das variáveis e expectativas para não ser surpreendido”.


O GGTI Meeting & Sucesu Talk Show foi encerrado ao som de violino e da banda Revolution Beatles Band.



8 visualizações0 comentário