CA3169D2-0C5D-4853-8E64-A40DA42568A7.jpe

Por

ETIENE BAHÉ

Assessora de Imprensa e Gestora de Mídias Sociais na ATI / PE e na SUCESU / PE

  • Sucesu PE

Energia eólica


Uma nova tecnologia de energia eólica está em desenvolvimento na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Cientistas do grupo UFSCkite trabalham protótipo que substitui as torres convencionais por um cabo e, no lugar das pás, é usado um tipo de asa.

O objetivo é transformar o vento em eletricidade de forma mais econômica e eficiente. A novidade pretende explorar a energia dos ventos em altitudes inacessíveis para as torres convencionais.

Atualmente o Brasil depende em grande parte das hidrelétricas que correspondem a mais de dois terços da geração de energia do país. O Governo Federal estima que o uso da energia eólica como matriz elétrica alcance a marca de 17% até 2029. Hoje, o uso é de apenas cerca de 10%.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Apagão de mão de obra A Brasscom, Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais, estima que, até 2025, sejam criadas 800 mil novas vagas na área de

5G chegando O sinal 5G chega na segunda (05/09) em Recife, Fortaleza e Natal. As cidades do Rio de Janeiro, Vitória, Florianópolis e Palmas começaram neste mês de agosto a desfrutar da tecnologia. No